blush

 
O blush é um cosmético indispensável para toda mulher, conferindo-lhe um ar de saúde, as maçãs do rosto.
Então, vamos a sua história.
O termo Blush em inglês significa corar, enrubescer;
Antigamente, o blush era conhecido como Rouge, palavra francesa que significa vermelho.
Na antiguidade, as mulheres gregas e romanas utilizavam pigmentos naturais vermelhos nas faces, tais como: algas marinhas, ocre ou açafrão vermelho. Outro método utilizado eram pastas de frutas vermelhas, entre elas, morangos e amoras; assim esse tipo de extrato era passado nas bochechas.
Durante a Idade Média, o cosmético passou a ser considerado imoral, até tomar evidência por ser usado pela Rainha Elizabeth I, da Inglaterra. Contudo, muitos produtos utilizados nessa época, continham substâncias tóxicas em sua composição que, levavam algumas mulheres a morte.
Já no século XVIII, o francês Alexandre Bourjois criou a primeira versão industrializada do produto, que chamava-se Rouge. Utilizado por nobres franceses, tanto homens quanto mulheres, conferindo aos mesmos uma aparência de bonecos de porcelana.
O produto era um pó, a base de frutas vermelhas e beterraba.
Tendências:
O blush em tons mais delicados como rosa e pêssego rosado são os preferidos das famosas, pois as cores claras garantem que a produção não fique com efeito apagado. Aplicado nas bochechas, no topo das maçãs do rosto ou direcionado as têmporas causa um efeito ideal, para esculpir o rosto sem o uso de produtos pesados.
As cores de blush marrom e ameixa são recomendadas às mulheres que querem dar um ar bronzeado ao rosto. Sendo ideais para mulheres de pele negra ou de fundo cinza.
Outra dica é misturar o blush com um pouco de iluminador, o que concede volume às bochechas.
Aplique primeiramente o blush podendo ser: em creme, pó ou líquido, em seguida coloque o iluminador com uma esponja úmida e espalhe o mesmo através de movimentos circulares, o que lhe conferirá um aspecto extremamente natural.
Referência: